Machado de Assis: a crônica e a seleção da notícia

  • Dirceu Magri
Palavras-chave: Crônica, Notícia, Leitor, Distanciamento, Dúvida, Ironia

Resumo

RESUMO: Este estudo visa percorrer o fazer literário de Machado de Assis nas crônicas, da seleção da notícia à adaptação aos percalços da imprensa, haja vista o cronista ter vivenciado em plenitude o instante híbrido que marca a passagem da lentidão do livro para a velocidade da imprensa. Nesse período o jornal desenha uma nova forma, adequa-se ao fragmentário da diagramação da página, restringe o espaço e imprime noção de agilidade. A estas alterações subscreve-se um novo estilo de escrita que, embora contaminado pelo vestígio da ficção, irá suscitar movimento cada vez mais rápido, em resposta a um espírito que não mais se habitua à lentidão livresca e, aos poucos, ganha apreço pela velocidade contemporânea, feito o bonde, tão presente em suas crônicas.

PALAVRAS-CHAVE: Crônica, notícia, leitor, distanciamento, dúvida, ironia.

________________________________________ 

ABSTRACT: This study aims to explore the Machado de Assis’ literary composition in the chronicles from the news selection to adaptation to the mishaps of the press, as he experienced in fullness the hybrid moment that marks the passage from the slowness of the book to the speed of the press. In this period, the paper draws a new way, suits the fragmentary diagramming, restricts the space and prints notion of agility. These changes subscribes a new style of writing that, although contaminated by traces of fiction, will give rise to a faster and faster movement, in response to a spirit that no longer gets used to the bookish slowness and gradually gains appreciation for contemporary speed, as the tram, so present in his chronicles.

KEYWORDS: Chronicle, news, reader, estrangement, doubt, irony.

Referências

ASSIS, Machado de. O Jornal e o livro. Correio Mercantil, Rio de Janeiro, 10 e 12 jan. 1859. In: Obras Completas. Vol. III. Rio de Janeiro: Editora Nova Aguilar, 1973.
________. Pontos e Vírgulas, (x)/5/1864, Semana Ilustrada. In: Crônicas. Vol. 22. Rio de Janeiro: W.M. Jackson Inc. Editores, 1957.
________. Crônicas. Vol. 23. Rio de Janeiro: W.M. Jackson Inc. Editores, 1957.
________. Crônicas. Vol. 24. Rio de Janeiro: W.M. Jackson Inc. Editores, 1957.
________. Crônicas. Vol. 25. Rio de Janeiro: W.M. Jackson Inc. Editores, 1957.
________. A Semana. Vol. 26. Rio de Janeiro: W.M. Jackson Inc. Editores, 1957.
________. A Semana. Vol. 27. Rio de Janeiro: W.M. Jackson Inc. Editores, 1957.
________. A Semana. Vol. 28. Rio de Janeiro: W.M. Jackson Inc. Editores, 1961.
BILAC, Olavo. Vossa insolência: crônicas. Organização: Antônio Dimas. Vol. VI. Coleção Retratos do Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.
BOSI, Alfredo. O teatro político nas crônicas de Machado de Assis. Coleção Documentos. Revista No. 1, Instituto de Estudos Avançados. São Paulo: Universidade de São Paulo, Fevereiro/2000.
GRANJA, Lucia. “Introdução geral à crônica de Machado de Assis”. In: Machado de Assis, escritor em formação: à roda dos jornais. Campinas: Mercado das Letras; São Paulo: Fapesp, 2000.
GUIMARÃES, Hélio de Seixas. Os leitores de Machado de Assis: o romance machadiano e o público de literatura do século 19. São Paulo: Nankin Editorial; Editora da Universidade de São Paulo.
MAGALHÃES JR. Machado de Assis desconhecido. Rio de Janeiro: Editôra Civilização Brasileira, 1957.
MASSA, Jean-Michel. A Juventude de Machado de Assis. Rio de Janeiro: Editôra Civilização Brasileira, 1971.
VERÍSSIMO, José. Das condições da produção literária no Brasil. In: Estudos de Literatura Brasileira (3ª série. Belo Horizonte: Editora Itatiaia; São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1977.
Publicado
2018-04-07