Perspectivas de leitura em sentido conotativo no conto "A Menina de lá", de João Guimarães Rosa

  • Verônica Falcão de Oliveira Vinagre
Palavras-chave: Conotação, Leitor, Texto, João Guimarães Rosa, Literatura

Resumo

RESUMO: Este artigo reflete sobre o encontro entre o conto A menina de lá de João Guimarães Rosa e o aluno, leitor no contexto escolar brasileiro. Repensando a prática da leitura baseando-se na Conotação como instrumento para a interpretação de textos literários e dissipando o mito da dificuldade ou incompreensão desse tipo de escrita, propõe-se um mapeamento dos termos essenciais para a compreensão do todo textual visando questionar se a conotação favorece a compreensão do conto e se fomenta o entendimento de outros textos desenvolvendo a crítica e a reflexão.

PALAVRAS-CHAVE: Conotação, Leitor, Texto, João Guimarães Rosa, Literatura.

________________________________________

ABSTRACT: This article reflects the meeting between the tale The Girl From There by João Guimarães Rosa and the student, reader in the brazilian school context. Rethinking the reading practice based on connotation as an instrument of literary text interpretation and dissipating the mith of difficulty or noncomprehention of this type of writing. It is proposed a mapping of the essential terms for the comprehention of the whole text in order to question whether the connotation is an advantage for the comprehention of the tale and whether it fosters understanding of others texts by developing the criticism and reflection.  

KEYWORDS: Connotation, Reader, Text, João Guimarães Rosa, Literature.

 

Referências

ACADEMIA BRASILEIRA DE LETRAS. Biografia de João Guimarães Rosa. Disponível em: . Acesso em: 20/03/10. [s.d.]
ARISTÓTELES. Arte Poética. São Paulo: Martins Claret, 2006.
BECHARA, Evanildo. Minidicionário da Língua portuguesa. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira, 2009.
BARTHES, Roland. O prazer do texto. Trad. J. Guinsburg. 4a ed. São Paulo: Perspectiva, 2004.
CAMARA JR, J. MATTOSO. Dicionário de Linguística e Gramática. Petrópolis: Vozes, 1998.
CITELLI, Adilson. Linguagem e Persuasão. São Paulo: Ática, 2001.
FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Minidicionário da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Editora Fronteira, 1977.
GARCIA, Othon M. Comunicação em prosa moderna. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1997.
KOCH, Ingedore Villaça. A inter-ação pela linguagem. São Paulo: Contexto, 2001.
LAJOLO, M. A leitura na escola. In: ________. Do mundo da leitura para a leitura do mundo. São Paulo: Ática, 1993. pp. 14-16.
LUIZ, Augusto; LUNARDI, Geovana M.; ROCCA, Jefferson S. Della; SOUZA, Julia L.; LUZ, Lilian; PISKE, Regina. Reminiscências de escritores em desenvolvimento: o processo de escrita do ponto de vista dos alunos. In: BIANCHETTI, L. (Org.) Trama e texto. V.I. São Paulo: Plexus, 1996. pp. 182-189.
MAINGUENEAU, Dominique. Elementos de lingüística para o texto literário. Trad. Maria Augusta Bastos de Matos. São Paulo: Martins Fontes, 1996 (Coleção Leitura e Crítica).
MARCUSCHI, Luiz Antônio. Da fala para a escrita. São Paulo: Cortez, 2005.
NICOLA, José de; INFANTE, Ulisses. Análise e interpretação de poesia. São Paulo: Scipione, 1995.
PAULIUKONIS, Maria Aparecida Lino. Curso de Língua Portuguesa: da teoria à prática, Semântica e Léxico do Português. 2 ed. Rio de Janeiro: Fundação Trompowsky, 2009.
PLATÃO E FIORIN. Para entender o texto. São Paulo: Ed. Brasiliense, 1986.
PERRONE-MOISÉS, L. Consideração intempestiva sobre o ensino de literatura. In: Inútil poesia. São Paulo: Companhia das Letras, 2000. p. 345-351.
POUND, Ezra. Abc da Literatura. Trad. Augusto de Campos e José Paulo Paes. São Paulo: Cultrix, 1998.
ROSA, João Guimarães. Primeiras Estórias. 15 ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001.
Publicado
2018-04-07