Literatura e construção de uma brasilidade pela culinária (1840-1960)

  • Paula de Oliveira Feliciano Universidade de São Paulo (USP) / Centro Universitário Senac
Palavras-chave: Cozinha brasileira, literatura, Mário de Andrade

Resumo

Em contraponto às cozinhas europeias e suas estruturas de compreensão eruditas, a construção identitária da cozinha brasileira é objeto recente de estudos acadêmicos mais aprofundados. A literatura e as artes do final do século XIX e meados dos XX contribuíram também para moldar, cristalizar e comunicar a formação de uma mitológica história cultural brasileira. Desta forma, tais cristalizações se articularam e se materializaram em diversos simbolismos e expressões que compõem a cultura material e imaterial, incluindo a cozinha. Assim, o objetivo deste artigo é mostrar informações sobre a literatura culinária dedicada a apresentar a cozinha brasileira no período de 1840 e 1960. Em seguida, visa à descrição de evidências do interesse de Mário de Andrade pela construção de uma brasilidade pela culinária. A metodologia incluiu levantamento bibliográfico e pesquisa de campo no acervo de Mário de Andrade existente no Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo (IEB-USP).

Referências

AGUIAR, Viviane. O restaurante de cozinha brasileira que nunca saiu do papel in Lembraria. Disponível em: < https://lembraria.com/2016/09/30/o-restaurante-de-cozinha-brasileira-que-nunca-saiu-do-papel/> Acesso em mar 2017.
CAMARGOS, Marcia; SACHETTA, Vladimir. À Mesa com Monteiro Lobato. 112 p. Rio de Janeiro: Senac Nacional, 2008.
COLLAÇO, Janine Helfst Leicht. Gastronomia: a trajetória de uma construção recente. Disponível em : Acesso em nv 2017.
CONTIER, Arnaldo. Mário de Andrade e o (re)Descobrimento do Brasil. 2000. Disponível em: < revistas.pucsp.br/index.php/revph/article/download/10812/8030> Acesso em mar 2017.
CORÇÃO, Mariana. Lembranças e esquecimentos na cozinha brasileira proposta por Câmara Cascudo. Disponível em: < www2.pucpr.br/reol/index.php/helikon?dd99=pdf&dd1=12461 > Acesso em mar 2017.
COZINHEIRO NACIONAL ou coleção das melhores receitas das cozinhas brasileiras e europeias: para preparação de sopas, molhos e carnes... / revisão Geraldo Gerson de Souza e Maria Cristina Marques. São Paulo: Atelier Editorial: Editora Senac São Paulo, 2008.
______ DÓRIA, Carlos Alberto. A revisitação do cozinheiro nacional in A cozinha nacional antes da feijoada. P. 25-26. 2008.
DÓRIA, Carlos Alberto. A formação da culinária brasileira: escritos sobre a cozinha inzoneira. São Paulo: Três Estrelas, 2014.
DÓRIA, Carlos Alberto. Estrelas no céu da boca: escritos sobre culinária e gastronomia. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2006.
________ O Modernismo na “Arte Culinária” de Manuel Querino.
DÓRIA, Carlos Alberto. A cruzada de Santi Santamaria.. Revista Eletrônica Trópico, 21/9/2009. Disponível em - Acesso em jun 2012.
DÓRIA, Carlos Alberto. Um “esmeril de civilização" para a gastronomia brasileira in E-boca Livre. 2016. Disponível em: < http://ebocalivre.blogspot.com.br/2016/09/um-esmeril-de-civilizacao-para.html > Acesso em mar 2017.
ELIAS, Rodrigo. Feijoada: breve história de uma instituição comestível. Série Sabores do Brasil, Textos do Brasil, Nº 13. 2004. Disponível em: < http://www.dc.itamaraty.gov.br/imagens-e-textos/revista-textos-do-brasil/portugues/revista13-mat6.pdf > Acesso em nov. 2017.
LEME, Adriana. BASSO, Rafaela. A formação da brasilidade – a construção do discurso modernista sobre a culinária. Revista Contextos da Alimentação, Vol. 3 nº 1 ano Dezembro de 2014. Disponível em : < http://www3.sp.senac.br/hotsites/blogs/revistacontextos/wp-content/uploads/2014/12/35_Revista-Contextos_ed-vol-3-n-1.pdf> Acesso em dez 2016.
MARINETTI, Filippo Tommaso. A cozinha futurista (1876-1944). Tradução de Maria Lúcia Mancinelli. São Paulo: Alameda: 2009. 278p.
MARQUES, Ivan. Modernismo de pés descalços: Mário de Andrade e a Cultura Caipira. Revista IEB, n.55, 2012, mar/set. p.27-42. Disponível em: < http://www.revistas.usp.br/rieb/article/view/53895 > Acesso em dez 2016.
NOGUEIRA, Antonio Gilberto Ramos. Inventário e patrimônio cultural no Brasil. Disponível em: Acesso em mar 2017.
OLIVEIRA, Francini. Intelectuais, cultura e política na São Paulo dos anos 30: Mário de Andrade e o Departamento Municipal de Cultura. 2005. Disponível em < http://www.revistas.usp.br/plural/article/view/75669 > Acesso em Fev 2017.
PAPAVERO, Claude. Dos feijões à feijoada: a transformação de um gênero comestível pouco apreciado em mantimento básico brasileiro. 26ª Reunião Brasileira de Antropologia realizada entre os dias 01 e 04 de Junho de 2008 em Porto Seguro, Bahia, Brasil. Disponível em: Acesso em nov. 2017.
PAULILLO, Maria Cecília R. A. Coleção de Cardápios 1921-1945, Arquivo Mário de Andrade/IEB – USP, 1982.
RIBEIRO, Monica. Arqueologia modernista: viagens e reabilitação do modernismo em Mário e Oswald de Andrade. Campinas, SP : [s. n.], 2005. Disponível em: < http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000379195 > Acesso em mar 2017
TREFZER, Rudolf. Clássicos da literatura culinária: os mais importantes livros da história da gastronomia. Tradução: Marcelo Rondinelli. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2009.
WÄTZOLD, Tim. Proclamação da cozinha brasileira como parte do processo de formação da identidade nacional no império brasileiro 1822-1889. Teses de doutorado - Universidade de Colônia, Alemanha. 348 p. Belo Horizonte : TCS Ed., 2012. Disponível em: Acesso em dez 2016.
Publicado
2018-11-13